A história e os motivos da rutura entre Ronaldo e Real Madrid

Fotografia: REUTERS

 

Português disse sim à Juventus e vai colocar um ponto final na ligação de nove anos com o Real Madrid.

Cristiano Ronaldo disse sim à Juventus e vai mesmo abandonar o Santiago Bernabéu, nove anos depois. O português já tinha deixado no ar a possibilidade do adeus depois da final da Liga dos Campeões, mas chega agora a certeza da mudança para Itália, onde o espera um contrato de quatro anos e 120 milhões de euros limpos.

O colapso da relação entre Ronaldo e Florentino Pérez é o principal fator por detrás da decisão do português. O jornal Marca refere, aliás, que o presidente merengue não levou a sério o desabafo do português depois da final da Liga dos Campeões, onde exclamou que os anos passados em Madrid tinham sido bonitos. Em vez disso, Florentino concentrou-se na contratação de Neymar – “uma obsessão para o presidente blanco desde há muito tempo” – e ignorou Cristiano, que sente que o Real Madrid foi “deixando de querer saber” de si. A Marca escreve que Cristiano “ganhava Champions e a Bola de Ouro, mas era Neymar a espinha encravada de Florentino”.

Depois, a promessa da melhoria de contrato que nunca surgiu. Até dezembro, Ronaldo jogou com “esse amargo na boca”, mas dois momentos quase levaram a uma “úlcera”. Escreve o jornal espanhol que um desses momentos foi o polémico segundo amarelo frente ao Barcelona, na Supertaça, que valeu a Ronaldo cinco jogos de suspensão e onde só Zidane deu a cara por Ronaldo. O português terá visto isso como uma injustiça. O segundo momento, segundo a Marca, chegou quando Ronaldo ganhou em janeiro a Bola de Ouro. Nem aí chegou a melhoria de contrato prometida por Florentino Pérez depois da vitória na Champions, em 2017. Em vez disso, o presidente merengue tentou seduzir Neymar enquanto Ronaldo levantava a Bola de Ouro. “Se queres ganhar a Bola de Ouro, vem para Madrid”, terá dito Florentino ao brasileiro, atitude que não agradou de todo ao português.

Por fim, o inevitável fisco espanhol. Ronaldo está a contas com o fisco desde 2016, tendo recentemente aceitado pagar uma multa de 18,8 milhões de euros e dois anos de pena suspensa por fraude fiscal. Isto significa que, em caso de novo delito, o português terá de cumprir a pena na prisão. Segundo a Marca, a atitude do Real Madrid, que se quis afastar da polémica em torno de Ronaldo, não agradou a CR7, uma vez que se trata de uma atitude completamente diferente daquela mostrada pelo Barcelona para com Lionel Messi, também ele acusado de fraude fiscal. Ronaldo resolveu o problema sem a ajuda do clube, mas vê isto como mais um motivo para colocar um ponto final na ligação com os merengues.

Source :

ojogo

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


19 − 5 =