Após defeito, exames no único mamógrafo da rede pública do AP são suspensos

Image: Fabiana Figueiredo/G1

 

Os exames de mamografia feitos na rede pública de saúde do Amapá estão suspensos em função de defeito no único aparelho que realiza o procedimento. A constatação foi feita pelo Ministério Público Federal (MPF) após inspeção realizada no Hospital das Clínicas Alberto Lima, em Macapá.

A ausência no serviço de mamografia, que pode detectar precocemente o câncer de mama, motivou o órgão a acionar a Justiça para obrigar a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) a retomar os exames. A pasta respondeu que o aparelho está em manutenção, mas os procedimentos estão sendo custeados normalmente às pacientes na rede particular.

Sobre a ação, o governo disse que não foi notificado oficialmente. Em relação ao aparelho, a Sesa prevê o funcionamento normal a partir de quarta-feira (14).

O MPF também cobra o pagamento de multas que somam quase R$ 1,6 milhão referentes ao não cumprimento de outra decisão judicial que obrigava o fornecimento do serviço.

Na ação, além da manutenção, o MPF exigia a compra de outro mamógrafo, situação que não teria sido atendida. Em 27 de setembro de 2017, o Estado teve um prazo determinado de 120 dias para adquirir o novo equipamento, e na época, a Sesa informou que o aparelho estava em processo de compra, mas não deu datas para instalação.

O valor milionário da multa é cobrado do Estado, da União, do secretário de saúde e do responsável pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Amapá. Se a Justiça determinar o pagamento, os citados terão até cinco dias para depositar o dinheiro, sob pena de bloqueio judicial.

A cobrança ao estado foi motivada por números da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) de 2017, que colocam o Amapá na segunda pior cobertura de mamografias do país. Apenas 3,6% das mulheres entre 50 e 69 anos fizeram o exame, ficando atrás somente do Distrito Federal.

O mesmo aparelho já ficou quebrado por quase dois anos, entre 2015 e 2017, obrigando as pacientes a procurarem clínicas particulares.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 AP ou por Whatsapp, nos números (96) 99178-9663 e 99115-6081.

Source :

Globo

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


nine + 19 =