‘Dra. Sara Tudo’: idealizadora de projeto em Divinópolis usa fé e alegria para enfrentar câncer

Source: Internet

 

“Para 2018 eu peço muita saúde para mim e para todos”, é assim que começa a lista de pedidos para o novo ano de Maria Aparecida Viegas Viana, mais conhecida em Divinópolis e região pelo nome artístico Cidah Viana ou, simplesmente, a Dra. Sara Tudo do projeto “Doutores Palhaços”.

A atriz e escritora é idealizadora e coordenadora do projeto que reúne voluntários para levar alegria e esperança a pacientes de hospitais da cidade. A energia que a moveu nos últimos 18 anos à frente da equipe é a mesma que a mantém forte para enfrentar os desafios do tratamento de um câncer- descoberto em março de 2017 e que afetou um rim e um pulmão.

Ao perguntarmos a idade, Cidah Viana nos responde, deixando claro que não perde o bom humor: “Em abril de 2018, eu vou ficar sex, sexagenária”.

Superando a dor

Os primeiros sintomas da doença começaram com uma cólica renal. Cidah conta que, para aliviar as dores, se medicava com remédios caseiros, mas a situação foi piorando. Ao procurar um médico, os sintomas continuaram a serem tratados como cálculo renal.

Cerca de 15 dias depois, ao passar mal em casa, a atriz foi ao hospital e recebeu atendimento de outro profissional: um médica que havia conhecido durante um curso ministrado em lagoa da Prata e estranhou que os sintomas não tivessem melhorado com a medicação prescrita.

“Ela disse que tinha alguma coisa errada e que ia aprofundar nos exames. Fiz um ultrassom que deu alteração e ela me encaminhou para um urologista. Fui informada que teria que tirar o rim. Aí eu assustei. Quando ele fez o encaminhamento, fez para o Hospital do Câncer. Meu mundo caiu. Perguntei se era câncer e ele disse que tinha uma enorme probabilidade de ser”, recorda.

Uma biópsia constatou a existência de um tumor maligno. Cidah diz que o tratamento é doloroso e que as sessões de quimioterapia não diminuíram as lesões. Mesmo assim, a “Dra. Sara Tudo” continua na luta contra a doença e procurou uma forma mais leve de enfrentar tudo isso.

“É doído, mas no fim tudo vai dar certo. Eu sei que vai. Eu não quero perder essa alegria. Sorrir é melhor que remédio! Amanhã pode não ser como está sendo hoje, por isso é sempre importante deixar um carinho, um afeto, um sorriso para as pessoas.”

Cidah conta que nunca foi vaidosa, mas teve que criar mais um personagem para enfrentar o câncer.

“A aparência muda muito com o tratamento, então acaba que tenho que vestir um personagem e maquiar. Para cada situação existe uma personagem, mas sou eu mesma a maior parte do tempo. A careca eu ainda não tive coragem de mostrar, mas eu acho desnecessária essa exposição, por isso aderi ao turbante e ganhei uma peruca igual era o meu cabelo”, conta.

A atriz ressalta que acha que está passando por tudo isso para, no futuro, dar mais força para quem precisar. Para ela, quando se vivencia, acaba-se passando com mais firmeza a esperança para o outro.

“Para 2018 eu peço muita saúde para mim e para todos. Que seja levada toda essa dor para que eu possa sorrir cada vez mais.”

Fé e família

Os dois efes, fé e família, têm rosto e nome para Cidah. A base familiar, que inclui os voluntários do projeto que coordena, e a fé em Nossa Senhora Aparecida são a sustentação de que ela precisa.

“A minha base é muito grande. Trabalho com os doutores palhaços em 14 cidades e eu falo que tenho 600 filhos atuantes. O carinho deles, a vibração positiva… é muito confortante. Nesse caminhar de 18 anos sempre deixamos um carinho por onde passamos e hoje e tenho recebido de volta, mas recebo muito mais do que deixei”, garante.

Além da família de “Doutores Palhaços”, Viana tem três filhos biológicos, um adotivo e quatro enteados. São sete netos e 10 irmãs. “Desde o início, ‘abri o jogo’ porque sabia que ia precisar do apoio de todos. Hoje somos um só e vivemos uma só vida. Eles são minha sustentação. Eles renovam as minhas esperanças.”

Nossa Senhora Aparecida é a sustentação da fé, segundo Cidah.

“Onde ela não entra, eu não posso entrar. Ela é minha mãezinha, é minha madrinha de batismo, ela sempre está na frente. Esses dias eu pedi a ela: ‘me cura, está doído, cuida de mim!’ Mas tudo tem um sentido na vida e eu tenho fé nela. Tudo na minha casa tem a imagem dela, inclusive nas minas roupas”, diz.

Palcos

Devido ao tratamento, Cidah Viana está afastada dos palcos após várias apresentações com as peças “Divas no Divã” e “A Cigana”.

“Graças a Deus consegui cumprir todos os meus compromissos antes de começar o tratamento. Só não pude abrir novos contratos. Cada preparação e divulgação leva cerca de dois meses e como não sei como vou acordar amanhã. Os que estavam pré-agendados eu cancelei. Tenho a esperança de ainda voltar aos palcos, mas o amanhã está muito escuro. Assim que eu recuperar a saúde, eu vou voltar”, garante.

Roberto Carlos

Além da arte, o cantor Roberto Carlos é a paixão da vida da atriz e ela manda um recado.

“Roberto é doido comigo. Já fui casada duas vezes e falo que só caso de novo se for com o Roberto. Mesmo assim, é porque tenho certeza de que ele não vai me pedir em casamento, porque, se ele pedir, eu vou sair correndo. Já ganhei duas rosas dele, que ficam em um quadro”, brinca.

Source :

Globo

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


five × three =