Prédio de tradicional escola pública de Macapá está depredado e teve bens roubados, aponta vistoria

Source: Internet

 

Uma vistoria do Ministério Público Estadual (MPE) detectou que o prédio da Escola Estadual Barão do Rio Branco, tradicional instituição de ensino localizada no Centro de Macapá, está depredado e saqueado. O local, que foi fechado para reforma, mas não recebeu nenhum serviço, está há mais de três anos sem atividades.

A Secretaria Estadual da Educação (Seed) informou que a reforma para o prédio está prevista para ocorrer em 2018, e o planejamento está em fase de análise de valor. A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) informou que o custo será de aproximadamente R$ 5 milhões.

Inaugurada em 1946, a escola Barão do Rio Branco compõe a lista de prédios históricos de Macapá. Em uma primeira revista, realizada em 2014, foram detectados que a sua estrutura apresentou problemas de infiltração, goteiras e cupins nos tetos, de acordo com a direção. Abandonado, o local está tomado pelo mato, lixo, deteriorado e foi alvo recente de furtos de portas e janelas.

O portão frontal do prédio está trancado com cadeado, mas a entrada lateral da instituição está aberta, e segundo o registro, facilita a entrada de vândalos, usuários de drogas e assaltantes.

Atualmente cerca de 550 alunos estão em um espaço alugado pela Seed na avenida Iracema Carvão Nunes com rua Tiradentes. O promotor Roberto Alvares enfatizou que o prédio alugado para a escola não apresenta uma estrutura adequada para funcionários e alunos da instituição. As salas de aula, cantina, laboratórios, por exemplo, são consideravelmente desconfortáveis por eles.

“A Escola Barão chegou a atender 1,2 mil alunos e hoje se encontra abandonada. É inadmissível que a gestão pública não reconheça ou compreenda o significado que a Escola representa para o Estado. Um prédio que está pronto e necessitava apenas de alguns reparos, hoje encontra-se em total abandono. Nós percebemos que o tempo e o descaso está sendo responsável pela perda do prédio”, ressaltou.

A Seed informou que existe um processo licitatório para reforma e adaptação do antigo prédio da Escola Barão do Rio Branco. Contudo, em decorrência de falhas no edital, teve que passar por ajustes técnicos.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 AP ou por Whatsapp, nos números (96) 99178-9663 e 99115-6081.

Source :

Globo

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


four × 5 =