Coca-cola e McDonald’s patrocinam congresso de nutricionistas

Produzem alimentos nocivos para a saúde mas estão entre as empresas patrocinadoras do XVII Congresso de Nutrição e Alimentação, organizado pela Associação Portuguesa de Nutrição.

Foto : Viral Motion

 

Produzem alimentos nocivos para a saúde mas são patrocinadores de um congresso de nutricionistas. A Coca-Cola e a McDonald’s estão entre as empresas patrocinadoras do XVII Congresso de Nutrição e Alimentação, organizado pela Associação Portuguesa de Nutrição (APN), que arranca esta quinta-feira.

“Existe uma guerra dos nutricionistas contra os alimentos processados, foi, aliás, aplicada uma taxa ao açúcar, e, ao mesmo tempo, estabelecem-se parcerias com marcas que produzem alimentos prejudiciais à população, dando-lhes palco para que propagandeiem os seus produtos que são responsáveis por muitas doenças crónicas!?”, questionou ao jornal Público um nutricionista que preferiu manter o anonimato.

Esta proximidade com a indústria alimentar pode causar algum desconforto aos profissionais da área da nutrição. “Os nutricionistas e os estudantes de nutrição vão ao congresso à procura de informações e acções que promovam a alimentação saudável” mas acabam por ser confrontados com “marcas que comercializam alimentos processados, suplementos e produtos drenantes”, disse o nutricionista. Além disso, nos espaços dedicados à exibição de produtos estas marcas “promovem tômbolas em que recolhem os dados das pessoas que depois bombardeiam com marketing“.

“Parece uma feira alimentar mais do que um congresso de nutrição. As pessoas saem de lá com sacos cheios de sopas instantâneas, iogurtes, refrigerantes, gelados. É uma espécie de hipermercado”, criticou o nutricionista.

“Se um nutricionista aparecer na televisão a dizer que determinado drenante realmente emagrece, a Ordem é capaz de lhe caçar a licença. Como é que a mesma Ordem não actua quando há colegas a organizar congressos onde abrem a porta à indústria alimentar que constitui uma ameaça à saúde pública?”, indagou.

A bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento, acredita que, num cenário ideal, estes congressos deveriam poder realizar-se sem recurso a estes patrocínios. “O congresso da Ordem dos Nutricionistas reuniu para cima de mil congressistas, no ano passado, e foi isento de patrocínios, isto é, viveu apenas do valor de inscrição de cada participante”, disse ao jornal. “Entendemos que não podia ser de outra maneira, mas cabe a cada um criar as suas regras de conduta”.

Source :

sabado.pt

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


18 − 11 =